quinta-feira, 13 de julho de 2017

DÉCIMA TERCEIRA SEÇÃO – SALMO 119:101

Salmo 119:101 – “Retenho os meus pés de todo caminho mau, a fim de observar a tua palavra.” A inclinação para o mau caminho interfere no desenvolvimento da paixão pela Palavra de Deus. Se não há, no coração humano, obediência aos mandamentos divinos, muito provavelmente este coração estará imerso em caminhos tortuosos. Pensando nisso, o salmista, sob a influência do Espírito Santo, exerce domínio próprio sobre as inclinações do seu coração, para que seus pés não andem pelo caminho mau.
A. M. Cunha

terça-feira, 11 de julho de 2017

DÉCIMA TERCEIRA SEÇÃO – SALMO 119:100

Salmo 119:100 – “Sou mais entendido do que os velhos, porque tenho guardado os teus preceitos.” Nem mesmo a prudência dos idosos pode se comparar com a prudência obtida por aquele que fielmente obedece à Palavra do Senhor! As Escrituras Sagradas afirmam: “O que adquire entendimento ama a sua alma” [Provérbios 19.8]. Isto significa, portanto, que o entendimento decorrente da Palavra de Deus aprimora o amor próprio, de modo que aquele que, sob a influência dos mandamentos divinos, a si mesmo se ama, ama-se não egoisticamente!
A. M. Cunha

quinta-feira, 6 de julho de 2017

DÉCIMA TERCEIRA SEÇÃO – SALMO 119:99

Salmo 119:99 – “Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque os teus testemunhos são a minha meditação.” O salmista não está a enaltecer o seu entendimento, mas a fonte que lhe concedeu entendimento. Dentro deste pensamento, o salmista exalta a superioridade da Palavra de Deus em relação a outras fontes de ensinamento humano. Em outras palavras, a meditação nas Escrituras é capaz de conceder ao fiel um entendimento superior à aquele obtido a partir da meditação em outras fontes de suposta espiritualidade. Tal pensamento harmoniza-se contextualmente com a Escritura, pois de acordo com I Coríntios 1.30, Jesus Cristo “se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria”. Uma vez que Cristo é a sabedoria, aquele que Dele se aproxima receberá entendimento celestial, portanto, entendimento superior!
A. M. Cunha

segunda-feira, 3 de julho de 2017

DÉCIMA TERCEIRA SEÇÃO – SALMO 119:98

Salmo 119:98 – “O teu mandamento me faz mais sábio do que meus inimigos, pois está sempre comigo.” O caminho para obtenção da sabedoria está diretamente vinculado ao nível de intimidade que o servo de Deus tem com a Palavra do Senhor! O salmista reconhece possuir uma sabedoria muito superior à dos seus inimigos. Não há aqui espaço para se supor que o salmista tenha alguma doentia arrogância, pois ele reconhece que sua sabedoria provem dos mandamentos divinos. A expressão “pois está sempre comigo”, revela que o salmista continuamente se envolvia com a Lei do Senhor!
A. M. Cunha

sexta-feira, 30 de junho de 2017

DÉCIMA TERCEIRA SEÇÃO – SALMO 119:97

Salmo 119:97 – “Oh! quanto amo a tua lei! ela é a minha meditação o dia todo.” Os versos deste salmo declaram a intensidade do amor que o salmista nutre pela Palavra de Deus. É possível ver nas palavras do salmista certa admiração, como se ele estivesse dizendo para Deus: “É maravilhoso saber que existe em mim, ó Deus, um amor tão profundo por Tua Palavra!”. O salmista está tão dominado por este amor que o seu dia é inteiramente preenchido pela tarefa de meditar na lei do Senhor. Ele não apenas ama os mandamentos divinos, mas demonstra este amor meditando diariamente nas Escrituras.
A. M. Cunha

quarta-feira, 21 de junho de 2017

DÉCIMA SEGUNDA SEÇÃO – SALMO 119:96

Salmo 119:96 – “Tenho visto que toda perfeição tem seu limite; mas o teu mandamento é ilimitado.” O salmista, invocando para si uma significativa experiência de vida, afirma que “toda perfeição tem seu limite”. Isto significa que, aos olhos dele, tudo o que foi criado, por mais belo e perfeito que possa ser, é naturalmente limitado. Porém, não é apenas no ambiente das coisas terrenas que o salmista declara ser experiente, pois ele, voltando os seus olhos para a Palavra de Deus, declara que Ela é ilimitada, ou seja, os Mandamentos Divinos são plenamente perfeitos, não encontrando quaisquer limites que possam ofuscar a Sua perfeição!

A. M. Cunha

sexta-feira, 16 de junho de 2017

DÉCIMA SEGUNDA SEÇÃO – SALMO 119:95

Salmo 119:95 – “Os ímpios me espreitam para perder-me; mas eu atento para os teus testemunhos.” O coração do homem ímpio guarda o secreto desejo de ver o servo do Senhor perder-se em sua jornada cristã. Por vezes, ele fica à espreita aguardando por uma oportunidade para conduzir o servo de Deus à destruição. A melhor postura que o servo de Deus pode adotar, em contraposição a esta expectativa dos ímpios, é manter-se em constante estado de obediência para com os mandamentos divinos!

A. M. Cunha